RevsNet

From the halls of Foxboro Stadium…

ASSIM ATĖ DÁ PRAZER EM JOGAR

Posted by tonybiscaia on May 25, 2009

By Walter Silva

TFC 3 - Revs 1,  Photo by Walter Silva

TFC 3 - Revs 1, Photo by Walter Silva

Assim até dá prazer em jogar, foi uma festa antes do jogo, durante o jogo, e depois do jogo, um estádio cheio, com um colorido de fazer inveja a muita equipas, com os adeptos a puxar pela sua equipa constatemente.

Com mais de 20,000 espectadores, o Toronto FC tem sem dúvida nenhuma os melhores adeptos deste campeonato do MLS, é sempre uma festa em todos os jogos disputados em casa.

Até começou melhor o Revolution, que logo na primeira jogada do desafio podia ter marcado, Wells Thompson passa por um adversário cruza para Steve Ralston de cabeça rematar para boa defesa de Stefan Frei.

Na resposta Sam Cronin com um remate de meia distançia obriga Matt Reis a uma grande defesa para canto.

Logo depois numa jogada de contra ataque Chris Tierney leva a melhor sobre Nan Attokara, cruza para a area e Shakrie Joseph de cabeça a rematar para o fundo da baliza do Toronto FC.

Estava feito o primeiro golo do jogo, eram decorridos 13 minutos de jogo, era o melhor momento dos comandados de Steve Nicol, mas foi sol de pouca dura. Porque ainda os poucos adeptos do Revolution não se tinham sentadoe já o Toronto FC empatava a contenda, Danny Dechio meteu a bola em Amado Guevara este encheu o pé e a bola só parou no fundo da baliza á guarda de Matt Reis.

Foi sem dúvida uma grande golo, mas o melhor golo da tarde ainda estava para se ver. E assim chegamos ao intervalo com o resultado num empate a uma bola, resultado que era lisonjeiro para a equipa da casa, porque a melhor equipa nestes primeiros 45 minutos foi sem dúvida nenhuma o Revolution.

Mas falta algo a esta equipa, é uma equipa muito jovem, muita falta de experiençia, Ralston, Joseph e Heaps, os veteranos tentem dar tudo o que podem, mas não é o sufiçiente, é preçiso mais alguma coisa.

O segundo tempo começou práticamento com o segundo golo do Toronto, Danny Dichio meteu a bola para Dwayne De Rosario isto no meio campo da equipa da casa, DeRosario levou tudo á sua frente, não houve nenhum jogador do Revolution capaz de travar o medio ofensivo do Toronto FC, que fez o segundo golo para a equipa da casa.

Foi de uma passividade tremenda, toda a defesa do Revolution, que tiveram cause a estender um coberta vermelha para que o experiento jogador do Toronto FC pude-se passar á sua vontade e fazer o golo.
Pouco depois o Toronto “matava” o jogo livre apontado por Amado Guevara e com Danny Dechio a tentar desviar a bola e com este movimento enganou por completo o guarda redes do Revolution.

Foi uma vitória do melhor conjunto, com melhores jogadores, com melhor futebol, e com os melhores adeptos do MLS, estes jogadores jogam com alegria, com o prazer de jogar perante uma casa cheia, assim sim valeu a pena mais uma vez me ter deslocado até Toronto para ver ao vivo esta partida de futebol.

Steve Nicol tem imensos problemas para resolver, se Twellman, Albrigth, Castro, não regressaram depressa o Revolution vai ter imensas dificuldades, é que nem sempre a coisa resulta, jogar com tanta juventude ás vezes dá çerto mas a maioria das vezes aconteçe o que está a acontecçer.

Mau futebol, não se cria opotunidades de golo, e quando assim é não se pode marcar golos, que me lembro alem do golo o Revolutiuon teve uma outra oportunidade de golo, Joseph isolou-se mas permetio que o guarda redes do Toronto defendeu-se para canto.

Muito pouco, mas é o resultado de ser uma equpa muito jovem, e tambem o sistema de jogo não é o que esta equipa esta acustomada, presentemento o Revolution joga num 4x4x2, e com Shalrie Joseph a ponta de lança, e Steve Ralston nas sua costas, mas com pouco apoio da médios.

E aqui é que me pareçe que está o maior mal desta equipa, é que sem Shalrie Joseph a jogar no ataque, o Revolution fica a perder o seu melhor médio, é que Joseph pode fazer o que muitos não sabem fazer, isto é, construir e defender.

Mas sem dúvida que o Toronto FC está melhor apetrechado de bons jogadores, Dwayne DeRosario, Amado Guevara, Chad Barrett, Danny Dichio, Adrian Serioux, são jogadores de outro nivel que os do Revolution.

Já no próximo sabado pelas 7.30 da tarde o Revolution vai defrontar o DC United, jogo que poderá ver no canal de televisão WSBK TV 38.

TORONTO FC: Stefan Frei, Jim Brennan,(cap), Nana Attakora, Adrian Serioux, Marvel Wynne, Sam Cronin, Carl Robinson, Amado Guevara,( Kevin Harmse 85), Dwayne DeRosario, Danny Dichio, (Pablo Vitti 81), Chad Barrett, (Rohan Ricketts (90).

NE REVOLUTION:, Matt Reis, Kevin Alston, Jay Heaps, Darrius Barnes, Emmanuel Osei, Chris Tierney, (Sainey Nyassi 76), Pat Phelan,(Stephane Assengue 79), Jeff Larentowicz, Well Thompson, Steve Ralston, (cap), Shalrie Joseph.

TFC crowd

TFC crowd

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: