RevsNet

From the halls of Foxboro Stadium…

GANHOU A MELHOR EQUIPA

Posted by tonybiscaia on June 22, 2009

By Walter Silva

Começou da melhor maneira a defesa do titúlo da Super Liga esta equipa do NE Revolution, e quanto a nós fez sem dúvida talvez a melhor exibição desta temporada, não só pelo o resultado, mas porque soube trocar bem a bola, e marcou exçelentes golos.

Foi uma equipa que nos supreendeu por completo, e ainda por çima sem o seu melhor jogador, Shalrie Joseph ficou de fora devido a lesão, ouve altura que se pensou que o Revolution não ia aguentar a pedalada, mas foi engano nosso.

Ė que o Revolution esteve a vençer por uma bola a zero e em pouco mais de 4 mintos vi-se a perder por duas bola a uma.
E mesmo depois de o seu capitão Steve Ralston sair lesionado, e para o seu lugar entrar o portugues Michael Videira não se esperava que esta equipa tive-se “cabedal” para dar a volta ao resultado.

Ė que o portugues fez uma exçelente exibição, até fez esqueçer um dos melhores jogadores do MLS, Steve Ralston, é que Michael Videira aregaçou as mangas e foi um tal mandar em todo o jogo ofensivo do Revolution.

E houve golos para todos os gostos, começou primeiro o Revolution com um grande golo, a uns bons 30 metros, Jeff Larentowicz reçebeu um passe de Kevin Alston , encheu o pé e a bola só parou no fundo da baliza á guarda de Oswaldo Shanches.

Estava feito o primeiro golo do jogo,um golo de fazer levantar um estádio, mas não durou muito tem esta vantagem da equipa da casa, e foi o ex jogador do Manchester United, Matias Vuoso ganhou uma bola a entrada da area e desferi um remate forte e colocado fora do alcançe de Matt Reis.

E pouco depois a equipa Mexicana dava a volta ao marcador, Matias Vuoso com um passe magistral meteu a bola em Juan Rodriguez e este com um remate forte e aumentou a contagem para 1-2.

Foi a partir deste golo que o Revolution ainda começou a jogar muito melhor do que o fizera até então, e em pouco mais de 3 minutos deu a cambalhota no marcador, primeiro Kenny Massaly ganhou um resalto de bola á entrada da area rematou forte sem possibilidade de defesa para Oswaldo Sanchez.

Pouco depois foi a vez de Jay Heaps fazer o 3-2, pontapé de canto apontado do lado esquerdo do ataque do Revolution, com a bola a sobrevoar toda a defensiva mexicana, e Kheli Dube a rematar com a bola a tabelar num defesa e a resaltar par o defesa do Revolution, Jay Heaps com este a encostar para o fundo da baliza.

E para completar a reviravolta nada melhor do que o melhor golo da noite, livre apontado do lado esquerdo como atacava a equipa da casa por Kenny Manssaly para a area e sem deixar a bola bater no chão Kheli Dube desferi um potente remate e a bola só parou no fundo da baliza da equipa doSantos Laguna.
Estava feito o resultado do jogo, e diga-se de passagem foi um justo vençedor esta equipa comandada por Steve Nicol, fez uma grande exibição, a melhor que esta equipa do Revolution fez esta temporada.

Quanto á equipa que viajou do Mexico eu digo que se esperava muito mais, mas tambem se pode dizer que quem não está acustomado a jogar em relvado sintético faz muita diferença, os resaltos de bola, prinçipalmento quando o piso está molhado, como foi o caso.
Nota negativa para o jogador do Santos Laguna, Juan Rodrigues que agredio a soco o jogador do NE Revolution Pat Phelan, um jogador corretissimo que é Pat Phelan, oxalá que este jogador depois de se ver os video, que seja castigado severamento.

No outro jogo deste grupo B o Kansas City Wizards empatou a zero com o Atlas do Mexico.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: