RevsNet

From the halls of Foxboro Stadium…

BLANCO FOI O HOMEN DO JOGO

Posted by tonybiscaia on July 18, 2009

By Walter Silva

Foi isto mesmo, Blanco o internaçional mexicano foi a figura do jogo, deu o primeiro golo a marcar e marcou o segundo, embora Matt Reis tenha sido muito mal batido.

Quer dizer com isto que não se pode tirar o mérito á vitória da equipa de Chicago, porque na verdade esta equipa tem valores individuais muito superiores aos do Revolution.

E está á vista o resultado, é que nas altúras os grandes jogadores apareçem sempre, e foi o que aconteçeu Blanco marcou um golo e deu o outro a marcar, jogou e fez jogar, vale todo o dinheiro que lhe pagam.

Pena é que o Revolution perde-se este jogo, porque foi o primeiro que Adgaras Jankauskas fez a sua estreia a titúlar e marcou o seu primeiro golo com a camisola do Revolution.

Mas é assim o futebol, tem destas coisas, e este jogo foi um dos melhores que o Revolution fez esta temporada, uma boa exibição de Edgaras Jankaukas muito bem acompalhado por Steve Ralston, que não sabe jogar mal, como já disse no passado Steve Ralston é sem duvida alguma um dos melhores jogadores do MLS.

Mas tambem é verdade que a equipa do Chicago é uma equipa toda ela construida de bons executantes, com alguma veterania é verdade, mas bons técnicamento, enquanto o Revolution é uma equipa em construção, e vai ser por muitos anos.

Mas o Revolution mesmo assim não foi nada inferior ao seu adversário, pelo contrário, jogou de igual para igual, e vendeu cara esta derrota, que assim não vai poder revalidar o titúlo que consegui a temporada passada.

Marcaram os golo desta partida o veterano Mcbride abrio o activo aos 34 minutos, para Edgaras Jankauskas empatar mesmo antes do intervalo, e Cuauhtemoc Blanco fechar a contagem aos 63 minutos.

O Revolution bem se pode queixar da falta de sorte, não são todos os jogos que se açertam por trez vezes no ferro da baliza á guarda de Jon Bush, e de um árbitro sem classe para derigir jogos destes.

Por último tenho forçosamento que falar de um árbitro que se dá pelo nome de Paul Ward, foi a primeira vez que o vi em Foxboro,e ochalá que fosse a última, árbitro que pertençe aos quadros da FIFA, esteve mutio mal na aplicação da lei da vantagem, todas as vezes que apitava corria a 100 á hora para perto do jogador infractor levando cause sempre a mão ao bolso.

Para tentar meter medo aos jogadores, um jogo que até foi bastante correcto mas mesmo assim o sr do apito mostrou por cinco vezes o cartão amarelo, no que toca á parte tecnica, marcou faltas sem elas teram existido.

Marcou uma que teve directa influençia no resultado final, no segundo golo do Chicago Fire, o defesa do Revolution não tocou em McBride, e o sr do apito até não estava muito longe do lançe, é que sendo um árbitro da FIFA á que se lhe exigir muito mais.

Mas talvez não seja preciso fazer boas arbitragem, ás vezes o que é preçiso é ter bons padrinhos, é que até fisicamento este sr do apito é mesmo mau, nunca acompanhou as jogadas de perto, com prejuizo sempre da equipa da casa.

Não compreendemos como é que se chega a ser árbitro da FIFA a fazer uma arbitragem como esta, oxalá que o assesor dos árbitro esteve-se com atenção, porque numa nota de 0 a 5, este senhor leva-va um GRANDE 0.

O Chicago Fire vai diputar a final com o Tigres do México, o vençedor do troféu vai arrecadar a bonita quantia de um milhão de dollars.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: