RevsNet

From the halls of Foxboro Stadium…

NA EFICÁCIA Ė QUE ESTEVE O GANHO

Posted by tonybiscaia on April 12, 2010

By Walter Silva

Tarde muito fria, e pouco público a assistir a esta partida entre duas equipas que manten uma grande rivalidade desde que o Toronton FC entrou neste campeonato, e não foi de admirar que os adetos da equipa que viajou de Toronto se fizessem sentir no estádio.

Não são muitas as equipas do MLS que se dão ao luxo de dizer que levam atráz de si trez autocarros cheinhos para os seus jogos fora de portas, e são memso bons estes adetos do Toronto FC.

Mas vamos ao jogo em si,a equipa do Revolution apresentou práticamento o mesmo onze da jornada anterior, só com uma alteração, a saida de Pat Phelan para a entrada do capitão Shalrie Joseph, com este jogador em campo o Revolution até pareçe outra equipa.

E foi Shalrie Joseph a dar o primeiro sinal de perigo, cruzamento de Nyassi e o capitão da equipa da casa a elevar-se mais alto do que os defesas do Toronto e a cabeçear por cima da barra da baliza á guarda de Stefan Frei.

Esava dado o primeiro sinal do que poderia vir a aconteçer, mas foi a equipa visitante que cause marcava a um cruzamento remate de Wayne DeRosario que cause enganava Preston Burpo que defendeu com alguma dificuldade para canto.

Mas pouco depois veio o golo da equipa visitante, o çentral Nick Garcia foi até á area do Revolution marcar um livre com conta peso e media e Wayne DeRosario de cabeça a fazer o primeiro golo do jogo, com algumas culpas para o guarda redes Preston Burpo que se fez á bola tarde demais.

A equipa da casa ressenti-se com o golo sofrido, e só por algum açerto do guarda redes Burpo é que o Toronto FC não dilatou a vantagem, e era o capitão dos visitantes DeRosario que estava sendo um quebra cabeças para a defensiva da casa. E chegariamos ao intervalo com a equipa visitante na frente do marcador, talvez com alguma justiça, porque a equipa do Revolution senti muito o golo sofrido, e teve alguma sorte em chegar ao intervalo a perder só pela margem minima.

Na segunda metade foi tudo diferento para a equipa da casa, cause tudo o que rematou á baliza foi golo,e em quatro minutos deu avolta ao marcador, e aos 47 minutos começou a reviravolta, boa jogada da equipa da casa, com Shalrie Joseph a meter em Nyassi com este a passar por dois defesas e a fazer um cruzamento remate, e quando a bola já ia a entrar o jovem ponta de lança Zack Schilawski fez o seu primeiro golo da sua curta carreira no MLS. E não foi preçiso esperar muito tempo para ver o jovem ponta de lança fazer o segundo, foi um erro tremendo do veterano çentral Nick Garcia que tentou passar pelo avançado do Revolution Zack Schilawski, este roubou-lhe a bola e ficou isolado com o guarda redes Stefan Frei pela frente e não se fez rogado e fez o segundo golo do Revolution.

A partir do segundo golo da equipa da casa, o jogo começou a ser mais aberto, com mais espaço para se jogar, com os visitantes a ir á procura do golo da igualdade e a dar mais espaço ao avançados do Revolution, e a equipa da casa aproveitou da melhor maneira para fazer o terçeiro golo.

Foi a melhor jogada do todo o jogo, com Shalrie Joseph a meter bem a bola nas costas da defesa e Kheli Dube a fugir ao defesa e a meter a bola para o coração da area e Zack Schlawski a apareçer de ronpante e a fazer o terçeiro golo da sua conta pessoal. Foi o terçeiro rokie na história do MLS a fazer 3 golos no mesmo jogo e Zack Schilawski nunca mais se vai esqueçer deste jogo.

E o Revolution não ia ficar por aqui, com o Toronto FC todo balançado para a frente á procura do golo, e num contra a taque rápido o Revolution acabou com o jogo, eram então decorridos 66 minutos de jogo quando Sainey Nyassi ganha uma bola no seu meio campo, e correu cause meio campo e com um remate colocado fez o quarto golo para a sua equipa.

Estava feito o resultado desta partida, talvez por numeros exagerados, mas foi o custo que o Toronto FC pagou por desguarneçer tanto o seu setor defensivo. Quanto ao Revolution teve a feliçidade de aproveitar bem os erros defensivos dos forasteiros,e o seu jovem ponta de lança Zack Schilawski foi bastante oportuno.

O Revolution teve uma boa estreia perante o seu público, prinçipalmento nos derradeiros 45 minutos, mas foi no aproveitar que esteve o ganho, porque não são todos os jogos que se aproveitam todas as oportunidades criadas, nesta partida estreou um médio ofensivo um Jugoslavo, Marko Petrovic, dei boas indicações, e tem um bom toque de bola, pode ser mesmo reforço.

No próximo sábado o Revolution desloca-se até San Jose para defrontar o San Jose Earthquakes e poderá ver este jogo a partir das 10 horas da noite no canal de televisão Comcast Sports Net

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: