RevsNet

From the halls of Foxboro Stadium…

O JOGO VALEU PELOS DOIS “GRANDES” GOLOS

Posted by tonybiscaia on April 26, 2010

By Walter Silva

Não foi uma grande partida de futebol, longe disso, valeu pelos dois grandes golos, um para cada lado, e o resultado mais justo era sem dúvida um empate, teve mais sorte a equipa forasteira que marcou o golo da vitória mesmo perto do apito final do árbitro.

Mas vamos pelo prinçipio, depois da derrota na semana passada na California frente ao San Jose Earthquakes era de esperar que o Revolution entra-se a todo o gás, mas não foi o que aconteçeu,  começou devagar e acabou devagarinho.

Esta derrota foi a terçeira desta curta temporada, e com esta equipa não será de esperar outra coisa, e se não voltaram os jogadores que estão magoados, como Shalrie Joseph, Matt Reis, Taylor Twellman, Emmanuel Osei, Mauricio Castro, e Edgaras Jankauskas as coisa podem-se complicar.

Mesmo assim o Lituanio antigo jogador do Benfica e do Porto já fez a sua estreia neste jogo, mas os 20 minutos que esteve em campo deu para perçeber que está longe do seu melhor, e sendo assim Steve Nicol vai ter imenso trabalho a levar esta equipa aos play offs, embora sendo ainda muito çedo, vai ser uma época bastante difiçil.

Os primeiros 45 minutos foram jogados cause sempre a meios campo, e poucas ou nenhumas oportunidades de golo foram criadas, e os dois remates que foram á baliza dei em golo, primeiro aos 14 minutos Balouchy rouba a bola á defesa do Revolution e rematou fora  do alcançe de Burpo, podia e devia ter feito melhor o guarda redes do Revolution.

No segundo remate foi uma obra de arte do Jugoslavo ao serviço do Revolution, falta cometida sobre Nyassi, com Marko Perovic a desferir um remate forte e colocado e o guarda redes Matt Pikens nem se mexeu, estava feito o empate.

Chegariamos ao intervalo com as duas equipa a teram o que mereçiam, nenhuma delas fizeram por mereçer estar na frente no marcador, valeu esta primeira metade do jogo pelo “grande” golo de Marko Perovic.

Na segunda metade foi cause o mesmo da primeira as oportunidades não apareçiam, um futebol mais de luta de quem bem jogado, e nem mesmo com as mexidas operadas pelo treinador do Revolution se notou qualquer difereça nesta equipa do Revolution.

Valeu esta segunda parte pelo ”grande” golo marcado pelo capitão do Colorado Rapids Pablo Mastroeni, mas com muitas culpas para a defesa da equipa da casa, Conor Casey reçebeu a bola no peito meteu no chão esteve rodeado por trez defesas da equipa da casa, mas mesmo assim consegui segurar a bola á espera de apoi dos colegas, e vendo que Pablo Mastroeni corria para a frente da baliza, este meteu a bola e Pablo Mastroeni encheu o pé e a bola só parou no fundo da baliza á guarda de Burpo.

Estava feito o golo que daria a vitória á equipa forasteira, com algum mérito, porque foi a quipa que jogou menos mal, quanto ao Revolution já dissemos cause tudo, é que esta é o pior começo de temporada em oito anos que estamos a fazer a cobertura do Revolution, duas vitórias e trez derrotas, é o resultado das primeiras cinco jornadas, muito mau para uma equipa que está acustomada a ganhar.
No próximo sábado o Revolution defronta o FC Dallas e poderá ver este jogo no canal de televisão Comcast Soccer Net pelas 7.30 da noite

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: