RevsNet

From the halls of Foxboro Stadium…

Resultado Melhor Que A Exibição

Posted by tonybiscaia on April 25, 2011

By Walter Silva

Foi talvez o melhor jogo do Revolution esta temporada, mas ainda esta longe de aquela equipa que nos acustomou.

Com um meio campo muito diferento do ultimo jogo, e com o brasileiro Benny Feilhaber a comandar as operações ofensivas muito bem acompanhado por Shalrie Joseph fazer as despesas defensivas e de vez enquando a alterar com Benny Feilhaber.

Note: For game pics go to Game Photo Gallery

Foi uma equipa que quando defendia fazio num 4x5x1, e quando saia para o ataque desdobrava-se para 4x2x4 e vieram com a lição bem estudada.

Por seu lado o Sporting KC jogava práticamento num 4x3x3, com o lateral direito a fazer o corridor direito todo, o que na prática, passava do 4x3x3 para o 3x4x3, o que no iniçio do jogo criou algumas dificuldade á equipa da casa.

Depois de um periodo em que as duas equipas de estudaram mutuamento, foi o Revolution que se libertou mais e começou a chegar mais perto da area adversária, e chegou ao golo por volta do 11 minutos.

E foi o estreante Benny Feilhaber com um passe primoroso para Mark Perovic com este a encher o sue melhor pé, o esquerdo, e a bola so parou dentro da baliza á guarda do sueco Jimmy Nielsen.

Durou pouco tem a vantagem do Revolution, e aos 14 minutos de jogo a equipa visistante chega á igualdade,quando o ponta de lança Teal Bunbury ganha uma bola no meio campo da equipa da casa, mete em Kei Kamara este rematou de primeira fazendo o empate. O remate do avançado da equipa visitante foi colocado, mas Matt Reis quanto a nos foi muito mal batido, podia e devia ter feito muito melhor.

Pouco depois Matt Reis faz um grande defesa a remate de Teal Bunbury, era talvez o melhor periodo dos visitantes. Mas mesmo em cima do intervalo o capitão do Revolution teve nos pés o segundo golo, quando Zack Boggs cruzou para a frente da baliza e Shalrie Joseph tentou dominar a bola e o defesa do Sporting KC desviou a bola para canto.

Demorou muito tempo Shalrie Joseph, devia ter feito o remate de primeira e tinha feito o golo, e assim chegariamos ao fim dos primeiros 45 minutos com um empate a uma bola.

No segundo tempo começou práticamente com os visitantes a adiataram-se no marcador, quando o ponta de lança Teal Bunbury entrou dentro da area com Kevin Alston a tentar roubar-lhe a bola, este ao sentir a presenssa do adversário atirou-se para o relvado. E para espanto de todos manda marcar grande penalidade, que Kei Kamara transformou no segundo golo da conta pessoal, e dando a vantagem á sua equipa.

Logo na jogada seguinte Marko Perovic ao tentar fintar um adversário cai no relvado a conterçer-se com dores , tendo saido em maca, tendo entrado para o seu seu lugar Kenny Manssaly.

E na primeira vez que Manssaly toca na bola o Revolution empata a partida, Zack Boggs é rasteirado no meio campo do Sporting KC, e Kenny Manssaly encarregado de marcar o livre mete a bola na cabeça de Shalrie Joseph com este a saltar mais alto do que toda a defesa contrária e a rematar de cabeça para o fundo da baliza.

Estava reposta justica no marcador,, pois nesta altura do jogo o Revolution manda-va na jogo, com Benny Feilhaber a ser o patrão do meio campo dos donos da casa. E já perto do fim da partida Zack Boggs entra pelo corridor direito cruza com peso conta e medida e o ponta de lança do Revolution Rajko Lekic de cabeça mandar a bola para o fundo da baliza á guarda de Jimmy Nielsen. Com muitas culpas para a defesa dos visitantes, que deixaram o avançado do Revolution á vontade para rematar sem oposição.

Estava feito o resultado final, com o Revolution a ter a sorte do jogo, quando tudo pareçia resolvido, com um empate a duas bolas eis que num erro de marcação o Revolution consegui o terçeiro golo.

Foi um resultado melhor do que a exibição, mas neste jogo a equipa da casa já esteve muito melhor do que nas jornadas anteriores. Tambem temos de salientar com um meio campo com Shalrie Joseph, Benny Feilhaber,a teram mais liberdade de subir no terreno, e com Stephen McCarthy com a missão mais defensiva, esta equipa melhorou aos ollhos vistos.

Quanto á estreia do internacional Benny Feilhaber veio trazer alguma criatividade ao meio campo do Revolution, algo que esta equipa estava neçessitada desde a saida do veterano Steve Ralston. Quanto ao Sporting KC vai ter de trabalhar muito para poder chegar aos lugares cimeiros da tabela classificativa, o seu treinador o experiente Peter Vermes, vai ter muito trabalho pela frente. Quanto ao árbitro do encontro o internaçional Edvin Jurisevic, esteve simplesmento péssimo.

No próximo sabado pelas 10.30 da noite o Revolution vai defrontar o Chivas USA e poderá ver este jogo no Canal de televisão Comcast Soccer Net

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: