RevsNet

From the halls of Foxboro Stadium…

Nenhuma Das Equipas Mereçia A Vitória

Posted by tonybiscaia on October 25, 2011

By Walter Silva

Chegou ao fim a época para estas duas equipas, mais uma vez a equipa da casa o Toronto FC não conseguio chegar aos playoffs, quanto ao Revolution fez senão a sua pior época da sua história.

Começou mal e acabou mesmo bem mal, quatro derrotas um empate nos ultimos cinco jogos. Mais uma vez os jogadores do Revolution deram uma palida imagem da sua qualidade, a verdade é esta, pouca qualidade neste plantel.

Mas vamos ao jogo em si, até pareçia que o Revolution ia brindar os seus adeptoscom uma grande exibição, que logo aos 8 minutos de jogo uma boa triangulação entre Benny Feilhaber, Monsef Zerka, com este a meter em Milton Caraglio, e este á meia volta a rematar de primeira para boa defesa de Milos Kocic.

O Revolution vinha disposto a resolver este jogo o mais rápido possivel. Logo de seguida foi a vez do marroquino ao service do Revolution, fugir pela direita do seu ataque a passar por Ashtone Morgan e a rematar para boa defesa do guarda redes do Toronto FC.
Era um bom começo dos comandados de Steve Nicol.

Mas na resposta o Toronto FC cause marcava, Danny Koeverman reçebe um passe de João Plata e remata forte para boa defesa do guarda redes do Revolution Bobby Shuttleworth. Mas aos 18 minutos de jogo mais um erro da defesa do Revolution,e a equipa da casa chega ao golo.

A bola metida para a entrada da area do Revolution mas Darrius Barnes não foi bastante lesto a despachar a bola e Nick Soolsma “rouba-lhe” a bola remata forte e colocado para o primeiro golo do jogo.

Com este golo sofrido esperava-se que o Revolution fosse á procura do empate, e foi o que aconteçeu, os rapazes que viajaram desde Foxboro estavam dispostos a a vender cara a derrota. E antes do árbitro mandar todos para o descanso o Revolution ia chegar á igualdade.

E aos 41 minutos de jogo e na marcação de um pontapé de canto apontado por Benny Feilhaber com conta peso e medida e Monsef Zerka a desviar de cabeça para o fundo da baliza de Milo Kocic.

Era um resultado justo para estes primeiros 45 minutos, foi uma primeira parte com poucas oportunidades de golo, com as equipas a jogar muito no meio campo.

E o Revolution não podia ter começado melhor, os segundos 45 minutos, que logo na primeira jogada adianta-se no marcador. Jogada rápida dos visitantes com Benny Feilhaber a meter a bola bola para a area e o argentino Milton Carraglio a desviar para o fundo da baliza.

Esta dado a reviravolta no marcador, num estádio que o Revolution nunca consegui vençer, ficava a duvida no ar se seria desta que a equipa de Foxboro ia levar os trez pontos de Toronto.

Mas como de costume o Revolution ia consenter mais um golo nos minutos finais, e foram nada menos do que 15 os jogos que o Revolution entrou nos 80 minutos a vençer mas nunca coseguio aguentar a vantagem até ao apito final.

E aos 83 minutos do jogo o Toronto chega á igualdade, bola metida na area por Eric Avila, com toda a defesa do Revolution a ver a bola passar e ao segundo poste Danny Koeverman foi só empurrar para o fundo da baliza. Estava feito o resultado final, mais uma vez a defesa do Revolution com dois erros defensivos consentio dois golos, e foi assim toda esta temporada, cada erro defensivo o Revolution pagava sempre muito caro.

Foi uma temporada para esqueçer, ou talvez para lembrar a Sunil Galati e Brian Billelo e a Michael Burns que o MLS está cada vez mais competitivo, e só com bons jogadores é que qualquer treinador poderá fazer algo mais.

E já agora por falar en treinador, segundo consta Steve Nicol estará de saida do Revolution, numa curta conversa ao telephone com o ainda treinador do Revolution, este afirmou ao PT que á altura da nossa conversa não havia conversações para a renovação do contrato que chega ao fim no final desta temporada.

O mesmo aconteçe com o capitão Shalrie Joseph que pareçe estar de saida, segundo consta o Revolution não está na desposição de renovar o contrato do Shalrie Joseph, que aos 33 anos vai rumar a outra paragons, segundo consta as verbas exejidaspelo atleta não condiz com as finanças do clube, e que Shalrie Joseph é o jogador mais bem pago do Revolution, e bem o mereçe porque é um jogador que não sabe jogar mal.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: